LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

24 de nov de 2009

Relacionamento íntimo Casual...


PERGUNTA: O que tem de errado em ter um amigo com quem tenho um relacionamento íntimo casual?

RESPOSTA: A coisa errada em ter um amigo com quem você tem um relacionamento casual é que você não está tendo um amigo, nem está tendo nenhum benefício com isso. Tudo que você tem são duas pessoas que concordam em usar um ao outro.

Nenhuma mulher na terra deseja, no fundo do seu coração, uma série de relações casuais sem sentido ou encontros físicos com homens descompromissados. Elas estão procurando por amor, cumplicidade, e aceitação. Mas elas se permitem entregar seus corpos, se isso as fizer sentir mais desejadas, procuradas, e cuidadas. Lembro-me de ter recebido um e-mail de uma garota que disse que tinha feito sexo oral em um bocado de rapazes porque queria ser respeitada. Tenho certeza que os rapazes apreciaram seus esforços, mas nenhum deles sequer ganhou mais respeito por ela. É como colocar seu dinheiro em uma trituradora de papel para ter maior quantidade de dinheiro.

Minhas palavras estão sendo tão duras contra essa coisa de “amigo com relacionamento casual” porque nós fomos criados para participar de um amor muito maior do que tudo isso. Quando um homem e uma mulher realmente amam um ao outro, seu amor se torna um reflexo da própria vida interior da Trindade. O Papa João Paulo II disse que os corpos de homem e mulher tornam visível o mistério invisível de Deus... e Ele é amor! Quando um homem ama uma mulher, ele pode ver nela o que Adão viu originalmente em Eva. Ele pode ver a imagem e semelhança de Deus nela. Isso devia inspirar no homem uma profunda reverência pelo corpo de uma mulher, que é um tabernáculo da vida, um templo do Espírito Santo.

Provavelmente você não vai ouvir essa visão do que seja sexo e amor nos programas da MTV, nem em alguma revista Capricho. Mas sabe onde você vai encontrar? Está impresso no fundo de seu coração, e no seu próprio corpo. Em cada um de nós existe um desejo de realizar uma entrega total de nós mesmos. Já a “amizade com relacionamento casual” é o completo oposto de tudo para o que fomos feitos e pensados por Deus. Ao invés de uma entrega total, é um empréstimo parcial. É por isso que nenhuma das partes fica satisfeita no final. Os dois não estão se doando. Eles estão se perdendo. Nas palavras de João Paulo II, quando duas pessoas concordam em usar um ao outro, eles se tornam “escravos de suas próprias fraquezas”.

Traduzido e adaptado do site: Pure Love Club

Nenhum comentário:

Postar um comentário