LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

21 de abr de 2010

Soneto da Imaculada Conceição


Sou verdadeira mãe de um Deus que é filho,

E sou sua filha, ainda ao ser-lhe mãe;
Ele de eterno existe e é meu filho,
E eu nasci no tempo e sou sua mãe. 

Ele é meu Criador e é meu filho,
E eu sou sua criatura e sua mãe;
Foi divinal prodígio ser meu filho
Um Deus eterno e ter a mim por mãe. 

O ser da mãe é quase o ser do filho,
Visto que o filho deu o ser à mãe
E foi a mãe que deu o ser ao filho; 

Se, pois, do filho teve o ser a mãe,
Ou há de se dizer manchado o filho
Ou se dirá Imaculada a mãe.

Autoria: Segundo se conta, esse soneto teria sido composto por: um menino menino de 12 anos em 1823 ao ser exorcizado.



Nenhum comentário:

Postar um comentário